Seja bem-vindo
,15/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Origens

Origens: Urawa Red Diamonds

O clube de Saitama tem uma grande história recheada de conquistas no futebol japonês, mesmo antes de se profissionalizar.

Fonte: Reuters
Origens: Urawa Red Diamonds

Dentre os clubes que formaram a J-League em 1992, um deles se destaca como um dos mais vitoriosos do Japão, tanto na liga nacional quanto no continente. Neste caso, estamos falando do Urawa Red Diamonds, um clube que marcou presença em alguns dos eventos mais importantes do futebol japonês, além de se destacar a nível internacional.


Origem


O clube nasceu em 1950, na cidade de Kobe, como Mitsubishi Motors FC, sendo formado por funcionários da famosa montadora de veículos e de equipamentos eletrônicos que deu nome ao clube e que hoje é dona do atual Urawa. Ainda em 1958, o clube se mudou para Tóquio, e adotou a antiga cidade de Urawa após a formação da J-League e a profissionalização do clube, que adotou o atual nome.


Falando nisso, o nome Urawa Red Diamonds faz referência à Mitsubishi, que em seu logo tem três diamantes vermelhos – traduza para o inglês e eis que surge os "Red Diamonds". O time também carrega o nome de Urawa, mesmo após a cidade ter sido aglomerada com outras para formar Saitama, onde o clube reside e joga suas partidas.



Desde o início dos anos 2000, o Urawa Reds atua no Saitama 2002, um dos palcos da Copa do Mundo no Japão e na Coreia do Sul. (Foto: Divulgação/Site Oficial Urawa Reds)


O estádio onde o Urawa Reds joga é o Saitama 2002, com capacidade para 63,7 mil pessoas e que também recebe com grande frequência os jogos da seleção japonesa como mandante. Antes de atuar em um dos palcos da Copa do Mundo de 2002, o clube atuou no Urawa Komaba Stadium, estádio mais focado para a prática de atletismo, que tem 21 mil lugares.


História na JSL


Sendo um dos times mais antigos do futebol japonês, o Urawa Reds - quando ainda era Mitsubishi Motors FC - foi um dos fundadores da Japan Soccer League (JSL), a principal liga japonesa de futebol durante a era amadora no Japão. Além dele, outros que também formaram a liga foram os clubes que hoje são o Sanfrecce Hiroshima, JEF United, Cerezo Osaka e Kashiwa Reysol, entre outros.


O Mitsubishi foi um time bastante vitorioso na época da JSL, sendo tetracampeão nacional e sendo o primeiro a conquistar um triplete em 1978, ao vencer a JSL, a Copa do Imperador e a Copa da JSL na mesma temporada. Somando todas as conquistas, o clube conquistou, além das quatro JSLs, quatro Copas do Imperador, duas Copas da JSL e três Supercopas, mais uma conquista da segunda divisão da JSL em 1990.


J-League e Títulos


Em 1992, o Mitsubishi foi um dos dez clubes que formaram a J-League, quando passou a se chamar Urawa Red Diamonds. A campanha da primeira temporada, em 1993, entretanto, não foi muito animadora, com apenas 8 vitórias em 36 jogos e ficando na última posição do campeonato.


Após ser rebaixado para a J2 em 1999 e retornar imediatamente para a J1 em 2000, o Urawa passou a ter maior sucesso esportivo, principalmente em competições internacionais. Entre 2003 e 2007, o clube venceu todas as principais competições, incluindo mais um triplete nacional (J1, Copa do Imperador e Levain Cup) em 2006 e a AFC Champions League em 2007, o primeiro título continental dos Reds, que disputou o Mundial de Clubes naquele mesmo ano e terminou em 3º lugar.


O clube passou por um hiato de conquistas até o ano de 2016, quando o clube conquistou a Levain Cup. Nos anos seguintes, o Urawa Reds voltou a conquistar a Copa do Imperador (2018 e 2021) e a Liga dos Campeões Asiática (2017 e 2022), que, somada à Copa Suruga de 2017, fez o time de Saitama se tornar a equipe japonesa com mais conquistas internacionais.



Ídolos



O brasileiro Washington foi um dos destaques do time que ganhou praticamente tudo em 2006 e 2007. (Foto: Koji Sasahara/AFP)


Vários jogadores que vieram a jogar pelo Urawa Reds se destacaram com passagens pela seleção japonesa, como é o caso de nomes como Shinji Ono, Makoto Hasebe, Wataru Endo, Tadanari Lee e Alex Santos e Marcos Túlio Tanaka, sendo estes dois últimos brasileiros naturalizados. Dentre os estrangeiros, se destacam o alemão Michael Rummenigge, que integrou o time em seus primeiros anos na era profissional, e o brasileiro Washington, o “Coração Valente”, que foi o artilheiro do time multicampeão entre 2006 e 2007.


Rivalidades


O principal rival local do Urawa Reds é o Omiya Ardija, que está hoje na J2 e, a exemplo de seu arquirrival, também adota o nome de uma cidade que foi emergida na formação de Saitama - e por isso a rivalidade passou a ser o Saitama Derby. Fora da cidade, o clube tem algumas rivalidades com outras equipes de grande sucesso na liga, como o Yokohama F. Marinos, Kashima Antlers e Gamba Osaka, além do Sanfrecce Hiroshima e do Cerezo Osaka como parte da “herança” das disputas na era da JSL.


Polêmicas



Em 2014, torcedores do Urawa exibiram uma faixa preconceituosa, exigindo que "apenas japoneses" jogassem pelo clube. (Foto: The Japan Times)


Apesar da grande história vitoriosa, o Urawa tem uma mancha que são as atitudes ruins de uma parte de sua torcida, que não apenas exibe bandeiras do Sol Nascente - considerada ofensiva por quase todos os vizinhos do Leste Asiático -, como também já protagonizou episódios racistas. Em um dos casos que mais chamou atenção, ocorrido em 2014, torcedores estenderam uma faixa com a frase “japanese only” (somente japoneses, em inglês), com a qual estes queriam que o clube tivesse somente atletas japoneses.


Um outro episódio, mais recente e não relacionado a racismo ou xenofobia, resultou na exclusão do Urawa Reds da próxima edição da Copa do Imperador, em uma medida raramente tomada no Japão ou em qualquer lugar do mundo. No caso, o clube foi punido por conta da invasão de torcedores ao gramado na derrota por 3 a 0 para o Nagoya Grampus, nas oitavas-de-final da competição.


O clube em si, tal como o restante dos membros da J-League, repudiam tais atitudes, principalmente considerando os princípios da liga e a história de seus clubes, que obtiveram grande projeção e sucesso na liga e no exterior, muito pela participação de atletas e treinadores estrangeiros em conjunto com profissionais japoneses. Felizmente para o Urawa Reds, a história que o clube construiu é muito maior do que qualquer outra coisa.



COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.