Seja bem-vindo
,15/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

J1 LEAGUE: Shonan Bellmare e Yokohama FC abrem a segunda rodada com partida animada

Derrota do Urawa Reds e o movimentado Kashima Antlers e Kawasaki Frontale também se destacam


J1 LEAGUE: Shonan Bellmare e Yokohama FC abrem a segunda rodada com partida animada

Com chuva e gramado muito molhado, o Lemon Gas Stadium foi palco da abertura da segunda jornada da J-League deste ano. As duas modestas equipes, no entanto, fizeram valer a pena para quem assistiu, realizando um jogo para lá de divertido.

No duelo em que marcava também o encontro entre dois bons e promissores atacantes japoneses (Shuto Machino, para o lado dos donos da casa, destaque recente do país, e Koki Ogawa, jogador que já foi joia, e hoje, com 25 anos, vive grande fase, pelo lado azul), mostraram suas credenciais e saíram como destaques.

E não demorou muito para um deles aparecer; logo aos vinte segundos, já na saída de bola do círculo central, o zagueiro Boniface Nduka recebeu atrás, e esticou para a frente, e no vaivém da jogada, Tomoki Kondo encontrou Ogawa, que abriu o placar. O bandeira ainda anulou, mas a confirmação e a validação vieram em seguida.

Mas a alegria do Yokohama acabou durando pouco. Com Kosuke Onose “ditando” o jogo, o Rei dos Mares foi ligeiramente superior, e virou a partida de forma relâmpago: aos dezessete, a dupla Yuki Ohashi e o já citado Machino, entraram em cena, repetindo o brilho que haviam tido na rodada passada, com o atacante que esteve na Copa do Mundo igualando o resultado; cinco minutos depois, o lance mais “bizarro” da rodada aconteceu, vindo dos pés do lateral-esquerdo Takuya Wada. Após a reposição em jogo por parte do goleiro Kengo Nagai, os defensores chegaram a trocar alguns passes, até que Wada resolveu inverter a bola de lado, mas acabou pegando terrivelmente mal na bola, e com o arqueiro fora da meta, a bola foi parar direto dentro da própria baliza.

Machino ainda parou na trave no decorrer do primeiro tempo, e o Bellmare com certeza lamentou ir para o vestiário sem ter ampliado o resultado, já que na etapa final, as coisas se desenrolaram de outra forma, com um ligeira pressão do Yokohama, fato que desencadeou o empate perto dos quarenta minutos, novamente com Ogawa, em cabeçada após escanteio cobrado pelo brasileiro Caprini, que inclusive fez bom jogo saindo do banco de reservas — vale dizer que o jogo aéreo do time mandante foi um verdadeiro pavor, e o goleiro sul-coreano Beom-keun Song precisou trabalhar para evitar o pior.

Nos acréscimos, Naoki Yamada, que também havia entrado, quase conseguiu fazer o terceiro gol para o Shonan Bellmare, mas parou no goleiro adversário. Melhor no primeiro tempo, os donos da casa lamentarão o resultado. Começar o campeonato com duas vitórias em duas partidas seria excelente; o Yokohama, no entanto, celebra o seu primeiro ponto.


Brasileiros marcam e Yokohama F. Marinos faz o dever de casa


Os atuais campeões seguem a todo vapor no novo ano. Pressionando desde o início e mostrando a sua superioridade, ainda demorou, parando no goleiro Shusaku Nishikawa e também na trave, mas Anderson Lopes tratou de estufar as redes em um belíssimo gol bem trabalhado. Recuperando a bola no campo de defesa e saindo rápido, o próprio atacante recebeu, girando e fazendo um ótimo pivô para cima do zagueiro norueguês recém-contratado Marius Høibråten, levando o time para a frente e disparando; tabelando com o compatriota Élber e acionando Katsuya Nagato. O lateral-esquerdo inverteu em cruzamento para encontrar Takuma Nishimura, que alçou na área, para Anderson Lopes cabecear para o gol, comemorando “à lá Cristiano Ronaldo”.

O Marinos não conseguiu aumentar o placar no primeiro tempo, apesar das melhores condições. Ainda tiveram trabalho com os dribles de Tomoaki Okubo e Yoshio Koizumi fazendo boa marcação alta.

Com a volta do intervalo, o Urawa Reds conseguiu “crescer” por algum tempo, e a entrada de Shinzo Koroki no lugar do holandês Bryan Linssen também pôde melhorar o desempenho da equipe; Koizumi, passou perto de marcar em chute perigoso de média distância.

A vitória foi sacramentada já nos últimos instantes, perto dos quarenta e cinco minutos finais, após erro de passe na saída de bola dos Reds, em pressão feita pelos donos da casa. Marcos Júnior, que havia entrado minutos antes, foi inteligente, e encontrou um passe de calcanhar fantástico para Takuma Nishimura, que havia dado a assistência para Anderson Lopes. Dessa vez, foi para Élber, que concluiu na saída do goleiro.

O Tricolore consegue mais três pontos, sendo um dos poucos com duas vitórias. O Urawa Reds, faz o caminho inverso, e segue sem nenhum resultado positivo, nenhum ponto e nenhum gol marcado nas duas primeiras rodadas.


Com polêmica de arbitragem, Kawasaki Frontale vira sobre o Kashima Antlers em dia de Akihiro Ienaga

Aconteceu de tudo um pouco no Kashima Soccer Stadium. Começando pela “Lei do Ex”, Kei Chinen honrou o “título”, e abriu o placar para os donos da casa após bom cruzamento de Yuma Suzuki, logo com cinco minutos de bola rolando.

Mas tudo — ou pelo menos o entretenimento em si — estava guardado para o segundo tempo. O árbitro Yuichi Nishimura virou protagonista com uma reta final avassaladora para ambos os times, coroando o confronto com emoção até o fim.

Foi aos trinta e oito minutos que tudo começou, com o zagueiro Kazuya Yamamura, do Kawasaki Frontale, sendo expulso, com direito a revisão do VAR. Esta foi a segunda expulsão do Golfinho no campeonato que “começou ainda ontem” — na primeira rodada o brasileiro Jesiel foi o “premiado”, mas por incrível que pareça, o torcedor do Frontale não deve estar reclamando dos cartões vermelhos — no jogo passado, o único gol da equipe na derrota para o Yokohama F. Marinos, aconteceu justamente depois da expulsão, e agora o filme voltou a se repetir — e em dose dupla.

Cinco minutos depois, Tatsuki Seko, reserva que havia entrado, cobrou escanteio, mas a zaga afastou mal, e a bola chegou em Akihiro Ienaga. O jogador que alcançava a história marca de 400 jogos pela J-League, emendou um voleio espetacular, servindo de assistência, encontrando Shin Yamada, que também estava na reserva, entrando minutos antes, na pequena área para igualar o placar.

Gol de ex-jogador, expulsão, VAR, empate nos minutos finais e time visitante em desvantagem numérica.  Ainda havia algo guardado para o confronto? Aos quarenta e nove, a resposta veio, com a arbitragem assinalando pênalti para o Frontale e expulsando Ryotaro Araki, que vinha do banco como solução para o Antlers; foi em um lance conturbado em que o lance se desenrolou, com Daiya Tono, que havia entrado no lugar de Ryota Oshima, finalizando sem goleiro quando o próprio Tomoki Hayakawa havia “catado borboleta”, mas o chute parou em Ikuma Sekigawa, que teria virado herói, caso a bola não tivesse voltado para Kento Tachibanada, que repetiu a dose, batendo de primeira para o gol aberto; o árbitro entendeu que Araki utilizou o braço para evitar o tento.

Ienaga, cobrador e destaque até então, estava encarregado de virar a partida, mas falhou, batendo rasteiro e sem força alguma, contribuindo para a defesa do arqueiro. Mas não havia acabado ainda, porque o chamado do VAR encontrou “invasão” durante a cobrança, e o veterano jogador do Golfinho conseguiu uma segunda chance. Com exatos cem minutos de partida, Ienaga foi para a bola e repetiu o lado direito de Hayakawa, mas desta vez, com coragem e no alto, virando o jogo e brilhando em sua expressiva marca de 400 jogos.

O Kawasaki Frontale soma os primeiros três pontos no certame, e evita que o Kashima Antlers consiga o seu segundo triunfo.



Confira abaixo todos os resultados da 2ª rodada da J1 League 2023:


• Shonan Bellmare 2 × 2 Yokohama FC

 Gols:

Shuto Machino (17’/1°T) e Takuya Wada (23’/1°T, GC)

Koki Ogawa (1’/1°T e 38’/2°T)

 

• Yokohama F. Marinos 2 × 0 Urawa Reds

 Gols:

Anderson Lopes (18’/1°T) e Yan Matheus (44’/2°T)

 

• Avispa Fukuoka 2 × 1 Cerezo Osaka

 Gols:

Hiroyuki Mae (2’/2°T) e Takeshi Kanamori (43’/2°T)

Satoki Uejo (14’/2°T)

 

• Gamba Osaka 1 × 1 Sagan Tosu

 Gols:

Musashi Suzuki (6’/2°T)

Ryonosuke Kabayama (19’/2°T)

 

• Consadole Sapporo 1 × 3 Vissel Kobe

 Gols:

Takuro Kaneko (51’/2°T)

Yuya Osako (9’/1°T), Daiju Sasaki 14’/2°T) e Hotaru Yamaguchi (44’/2°T)

 

• Nagoya Grampus 1 × 0 Kyoto Sanga

 Gols:

Kensuke Nagai (17’/2°T)

 

• Kashima Antlers 1 × 2 Kawasaki Frontale

 Gols:

Kei Chinen (5’/1°T)

Shin Yamada (44’/2°T) e Akihiro Ienaga (56’/2°T)

 

• Sanfrecce Hiroshima 1 × 2 Albirex Niigata

 Gols:

Tsukasa Shiotani (34’/2°T)

Shusuke Ota (14’/1°T) e Koji Suzuki (37’/1°T)

• Kashiwa Reysol 1 × 1 FC Tokyo

 Gols:

Mao Hosoya (25’/1°T)

Adaílton (36’/1°T)





COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.