Seja bem-vindo
,15/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Resumo da coletiva de imprensa prévia ao confronto diante do Bahrein pelas oitavas de final da Copa da Ásia

Em coletiva realizada nesta terça-feira, o técnico Hajime Moriyasu e o atacante Takefusa Kubo falaram sobre as expectativas dos Samurais Azuis para o embate diante dos bareinitas


Resumo da coletiva de imprensa prévia ao confronto diante do Bahrein pelas oitavas de final da Copa da Ásia Foto: Koki Nagahama / Gekisaka

A seleção japonesa se prepara para enfrentar o Bahren nesta quarta-feira (31) em jogo decisivo, válido pelas oitavas de final da Copa da Ásia.

Em coletiva de imprensa prévia a partida, realizada nesta terça-feira, o técnico Hajime Moriyasu e o atacante Takefusa Kubo falaram sobre as expectativas dos Samurais Azuis para o embate.


Abaixo, um resumo da coletiva;


● TAKEFUSA KUBO:

"Em relação à opinião dos jogadores, após o término da fase de grupos e o início da fase eliminatória, houve um jogo que nos fez perceber novamente que, se perdermos, estaremos fora e teremos que voltar para nosso país, então queremos nos unir firmemente para passar para a próxima fase"


🎙️ Como você encara o jogo contra o Bahrein? Como lidar com um adversário fisicamente forte?

"Como estamos na fase de mata-mata após o término da fase de grupos, não temos tempo para avaliar nosso oponente. Queremos dominar o jogo desde o início, pressionar e atacar ativamente. Queremos evitar conceder gols cedo, como aconteceu no jogo contra o Iraque. O Bahrein é bom em contra-ataques, então precisamos considerar esse risco. Já enfrentamos adversários com um estilo semelhante ao Bahrein no jogo contra o Iraque, então temos experiência. Estamos preparados taticamente e não esperamos problemas."


🎙️ Você jogou em vários clubes ao longo de sua carreira. Qual diferença você sente ao jogar na Ásia? Como você quer contribuir para a Ásia com base em sua carreira?

"Não é uma sensação nova para mim jogar em torneios asiáticos, pois já tive muitas experiências desde as categorias de base. Não sinto nada de novo, é como se estivesse jogando contra equipes com as quais já joguei nas seleções sub-17 e sub-19. Sinto-me familiarizado e adaptado, então não vejo problemas."


● HAJIME MORIYASU:

"Desde o jogo contra a Indonésia na fase de grupos, os jogadores estão se aproximando da partida em boas condições físicas e mentais, combinando treinamento com descanso. Taticamente, compartilhamos o que precisamos fazer como equipe para o próximo jogo e estamos bem preparados. Espero que os jogadores joguem corajosamente desde o início do jogo amanhã."


🎙️ Qual a sua impressão sobre o Bahrein? Quais jogadores mais te preocupa? Além disso, vocês sofreram gols em todos os três jogos da fase de grupos. Existe preocupação com a linha defensiva?

"O Bahrein tem jogadores muito talentosos individualmente e são bem organizados taticamente como equipe. Eles podem lançar ataques a partir de uma defesa sólida, e eles têm talento na linha de frente, então espero um jogo difícil amanhã. Sobre os gols que sofremos, precisamos refletir e melhorar, mas não estou preocupado com o jogo de amanhã em relação a esse quesito. Estamos bem preparados como equipe. Espero um jogo difícil contra um adversário forte, mas estou confiante de que os jogadores vão se destacar no campo."


🎙️ Como o torneio está na fase eliminatória, há a possibilidade da decisão ir para os pênaltis. Os jogadores vão decidir quem baterá os pênaltis? Na Copa do Mundo de 2014, mudar o goleiro antes dos pênaltis foi eficaz para a Holanda. Você consideraria essa opção?

"Sobre os pênaltis, depois da dolorosa derrota na Copa do Mundo no Catar, percebi a importância de nos prepararmos melhor para as cobranças. No entanto, queremos evitar os pênaltis e decidir a partida antes disso, jogando abertamente. Sobre quem baterá os pênaltis, houve uma experiência negativa ao deixar os jogadores decidirem, então prefiro decidir eu mesmo. A coragem dos jogadores é louvável, e ainda acredito que a coragem de ir para as cobranças na Copa do Mundo no Catar contribuirá para o crescimento deles. No entanto, como isso pode resultar em responsabilizar os jogadores pelos resultados, prefiro manter essa decisão como uma opção e uma prioridade. Durante o jogo, dependendo da atmosfera, podemos tomar decisões diferentes. Quanto à eficácia de mudar o goleiro nos pênaltis, não tenho dados suficientes para afirmar que seja. Às vezes funcionou, às vezes não. Já acumulamos experiência em treinamentos de pênaltis, então vamos pensar nisso perto do final do último jogo."


🎙️ No último jogo da fase de grupos, o Japão evitou um confronto com a Coreia do Sul graças ao resultado do jogo entre a os sul coreanos e a Malásia. Quem ficou mais feliz por isso; os japoneses ou os sul coreanos? O que você pensa sobre evitar a Coreia do Sul?

"Não há preferência. Todos os times que chegam às oitavas de final são fortes, e considero que são equipes que demonstraram sua força ao passar da fase de grupos. Não importa quem enfrentaremos, será uma batalha difícil e um jogo complicado. Não nos preocupamos com quem será nosso oponente. Estamos focados no que precisamos fazer. Até agora, analisamos nossos oponentes, mas priorizamos melhorar nossa própria condição. Espero um jogo difícil amanhã."


 Tanto o Japão quanto a Coreia do Sul tiveram grandes desempenhos na Copa do Mundo, mas estão enfrentando dificuldades na Copa da Ásia. Como você vê isso? 

"Primeiro, gostaria de expressar minha gratidão pelo respeito que vocês mostram em relação ao Japão e à Coreia do Sul nesta Copa da Ásia. Estou ciente de que as equipes estão competindo em um nível equilibrado neste torneio. Em vez de dizer que estamos sofrendo, diria que estamos enfrentando jogos difíceis, devido ao equilíbrio entre as equipes. Sinto que o nível geral da Ásia está melhorando.





COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.