Seja bem-vindo
,16/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Papo de Samurai: Kosei Okazawa fala das perspectivas para a carreira e de sua aventura no futebol brasileiro

Joia japonesa que pertence ao Cerezo Osaka e está emprestado ao Bragantino concedeu entrevista exclusiva ao Japão FC


Papo de Samurai: Kosei Okazawa fala das perspectivas para a carreira e de sua aventura no futebol brasileiro

Deixar o conforto do país natal, encarar uma cultura nova com uma língua totalmente diferente é algo que poucos conseguem fazer. O japonês Kosei Okazawa tomou coragem e deixou a cidade de Osaka para se aventurar no interior do Estado de São Paulo.

Emprestado pelo Cerezo Osaka ao Red Bull Bragantino, Kosei vem se destacando na Copa São Paulo de Futebol Junior marcando gols e ajudando o time de Bragança Paulista a avançar e é com ele que o Japão FC conversou nesta edição do De Papo.






Confira abaixo os melhores trechos da entrevista


Japão FC: Como surgiu a proposta do Red Bull Bragantino e o seu desejo de vir ao Brasil?

Kosei Okasawa: Através da parceria com a Yanmar, patrocinador principal do Cerezo Osaka, e o Red Bull Bragantino. Eles decidiram mandar atletas jovens para pegar experiência fora do país e eu fui um dos nomes selecionados e aí estabeleceram minha vinda em forma de empréstimo e até hoje estou aqui.


Japão FC: Como tá sendo a sua adaptação no futebol Brasileiro? Você está disputando o maior torneio de futebol júnior do Brasil, que é a Copinha.

Kosei Okasawa: O que eu mais senti diferença dentro da cultura futebolística foi a forma como o brasileiro encara o futebol; com paixão, com envolvimento mais profundo do que os japoneses. Aqui eu sinto que o jogador aposta a vida deles e sua carreira no futebol. A forma como eles treinam, jogam com intensidade e a vontade é muito diferente dos japoneses. Enquanto os japoneses acabam escolhendo o futebol por hobby e com o tempo, talvez, acaba encarando como profissão e as coisas vão acontecendo. Então a forma como os brasileiros trata o futebol é diferente e isso eu sinto dia a dia na pele e dentro de campo. 
Em relação a participação na Copinha, eu sei que é uma das principais competições do país e que nem só o Brasil mas o mundo tá acompanhando. E como sempre tive interesse em jogar fora do país e tenho como objetivo também jogar na Europa, eu acho que com essa experiência e conseguindo me destacar aqui, acho que futuramente pode abrir portas para outras possibilidades.


Na sua resposta anterior sobre a adaptação, você citou a emoção que o brasileiro tem com o futebol e nós brasileiros perdemos dois dos principais jogadores da nossa história; o Roberto Dinamite, ídolo do Vasco e o nosso rei Pelé. Ambos jogavam com a camisa 10, que é o número que você está usando no Red Bull Bragantino. Queria saber como você se sente chegando no Brasil e jogando com a camisa 10, com a qual o brasileiro tem um sentimento diferente?

Kosei Okazawa: No início a numeração pra mim não era o mais importante. Mas, vindo ao Brasil e tendo a oportunidade de vestir desde os treinos a camisa 10, eu comecei a perceber que os brasileiros davam importância á numeração e que a camisa 10 realmente tinha um peso maior para os brasileiros. E vendo na história do futebol que o próprio Pelé vestia a camisa 10 e hoje eu podendo ter essa oportunidade de vestir a mesma numeração, gostaria de fazer o meu melhor para não desonrar os atletas que fizeram história com essa camisa e mostrar que o japonês também é capaz de vestir e representar bem esta camisa. Estou disposto a fazer o meu melhor e representar e honrar essa camisa.


Japão FC: Você deu uma entrevista para a TV do Red Bull Bragantino em que você diz se inspirar e gostar muito do futebol do Ao Tanaka e também do Luca Modric. Mas com relação a jogadores brasileiros, qual jogador você se inspira e tem como ídolo?

Kosei Okasawa: Dentre os brasileiros, eu assistia muito os vídeos do Ronaldinho Gaúcho. Então é o jogador que me inspirou e que eu gostava muito de assistir a parte técnica dele, os dribles, finalizações... e que me chamava muito atenção. Antes de eu ir pro treino, nos dias que tinha treino técnico, eu procurava assistir os vídeos dele para me inspirar.


Japão FC: Dentro dessa mesma entrevista, você disse que gosta muito do anime Captain Tsubasa. E você entra pra uma lista de jogadores japoneses que vieram para o Brasil, tal qual o cara que inspirou a criação do anime, o Musashi Mizushima, que jogou pelo São Paulo e também Kazuyoshi Miura, que jogou por Santos, Palmeiras e outros clubes do Brasil, além de Keisuke Honda que veio jogar no Botafogo. E nós queremos saber; que tipo de história você quer fazer no futebol brasileiro?

Kosei Okazawa: O Kazu veio jovem pro Brasil, fez história como japonês e acho que todo brasileiro o conhece, quando perguntam sobre jogador japonês o primeiro nome que deve vir na cabeça é o Kazu. Então eu sei que ele foi um atleta que fez história, que tem a sua grandeza. E eu gostaria de deixar meu nome e me tornar em algum momento um japonês reconhecido pelos brasileiros, quando eles pensarem em um jogador japonês que seja meu nome. É isso que eu gostaria de deixar na história do futebol brasileiro.


Japão FC: Você disse que tem o desejo de jogar na Europa. E nós queriamos saber qual é o seu maior sonho no futebol; é atuar por algum clube europeu específico, é ganhar algum título com a sua seleção. Qual é o seu maior sonho no futebol como um todo?

Kosei Okazawa: Eu não tenho um clube específico pelo qual gostaria de atuar, não penso nisso. Mas gostaria de atuar por algum clube da Alemanha. Isso é um objetivo claro que eu tenho, disputar a liga alemã. Tenho como objetivo também disputar a próxima Copa do Mundo. Eu acredito que estando na próxima Copa abrirá as portas para eu atuar na Europa, lá na frente, como pretendo. 




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.